Instituto promove o 1º Circuito de Habitats da Inovação e Empreendedorismo

Por / 0 Comentários / 399 Exibições / 2015-08-10

O Instituto Jourdan realiza, na terça-feira (8), no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul (CEJAS), o 1º Circuito de Habitats da Inovação e Empreendedorismo. O evento marca a primeira atividade voltada à cultura da inovação empreendedora do Centro de Inovação de Jaraguá e atende os objetivos do convênio firmado entre prefeitura e governo do Estado de Santa Catarina. Entre os objetivos constam: consolidar o Sistema Catarinense de Ciência, Tecnologia e Inovação, fortalecendo as redes de cooperação ligadas à inovação; promover a cultura da inovação e do empreendedorismo no ambiente empresarial e educacional, com atenção especial aos jovens; incentivar a interação entre instituições de ensino superior, empresas, governo e comunidade; além da promover cursos, palestras, oficinas e conferências voltadas à disseminação da inovação e do empreendedorismo na região.

O evento (confira programação abaixo) terá como principal apoiador técnico o Departamento de Engenharia do Conhecimento (dEGC) da Universidade Federal de Santa Catarina, que certificará os participantes. O circuito terá o apoio técnico do Centro Universitário Católica de Santa Catarina, do Instituto Federal de Santa Catarina, do Instituto Senai de Tecnologia e da Faculdade de Tecnologia Senac, todos integrantes do futuro Distrito de Inovação de Jaraguá do Sul.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Econômico do Instituto Jourdan, Marcio Manoel da Silveira, a interação entre academia, governo e empresas forma um habitat inovador que gera desenvolvimento econômico e social. “Nesse habitat, promove-se a cultura do empreendedorismo de inovação, fazendo com que o conhecimento seja gerador de competitividade para as empresas”.

Para o presidente do Instituto Jourdan, Ronaldo Lima, em seu papel histórico, a cidade precisa atender os direitos constitucionais ao território e compreender que os instrumentos de sustentabilidade ambiental, física, social e econômicos prescindem de interação. “O importante em uma cidade contemporânea é entender os ambientes rurais e urbanos, suas correlações entre o social e o econômico. Isso é fundamental para o planejamento da ocupação do espaço, com o necessário olhar multidisciplinar”, pondera.

O que é o Centro de Inovação – Trata-se de um projeto do governo do estado e que tem a responsabilidade da Secretaria do Estado de Desenvolvimento. Serão 13 os centros construídos em Santa Catarina. Além do de Jaraguá do Sul, outros 12 serão construídos nas cidades de São Bento do Sul, Lages, Chapecó, Joaçaba, Tubarão, Itajaí, Blumenau (licitados e em processo de início das obras), Rio do Sul, Brusque, Florianópolis, Criciúma e Joinville (aguardando andamento do processo).

Em Jaraguá do Sul o prédio, em fase de construção, terá área de quase 2.670 metros quadrados, num investimento total de R$ 5.637.394,72, dos quais R$ 5.212.898,90 do Estado e R$ 424.495,82 do município. Os centros de inovação abrigarão aceleradoras de empresas, incubadora, laboratórios de pesquisa, de capacitação e de consultoria para novos negócios. A área acadêmica está representada através da Católica de Santa Catarina, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e da Faculdade de Tecnologia Senac. Há, ainda, a representação de empreendedores e da sociedade civil. O centro de inovação pretende ser um indutor entre os setores, promovendo um elo entre as demandas do mercado e as empresas através do conhecimento produzido nas universidades, gerando valor e potencializando a economia de Santa Catarina.


Programação do 1º Circuito de Habitats da Inovação e Empreendedorismo
Data: 08/09/2015;
Local: Centro Empresarial de Jaraguá do Sul – CEJAS;
Público: Estudantes, professores, empreendedores, arquitetos, engenheiros, profissionais liberais, gestores públicos e privados;

18:30 Credenciamento;
19:00 Abertura;
19:15 Painel: Integração da tríplice hélice;
Mediador: Marcio Manoel da Silveira, diretor de Desenvolvimento Econômico do Instituto Jourdan;
Palestra 1: Universidade – Aldrwin Hamad, professor do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC);
Palestra 2: Setor público – Carlos Chiodini, secretário de Estado;
Palestra 3: Setor privado – Sebastião Lauro Nau, gerente de P&D da WEG.
20h:30 Painel: Cenário Urbano
Mediador: Ronaldo de Lima, presidente do Instituto Jourdan;
Palestra 1: Cidades Inteligentes – Lucas Novelino Abdala, doutorando em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
Palestra 2: Roberto Montezuma, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) Pernambuco;
Palestra 3: Marcelo Gomes, da cidade de Pedra Branca;
21:45 encerramento.




Fonte: Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul

Seus comentários